Erro

Quais sinais o seu corpo tem dado?

Postado por Flavia Franciny Costa Rojas em 10/05/2021 17:31


Quando falamos de limites e o quanto conhecer os nossos é importante na nossa qualidade de vida, geralmente nos referimos a relação com as outras pessoas. Porém, reconhecer os nossos limites físicos e emocionais é  tão importante na relação com o outro quanto no nosso autocuidado. Infelizmente, muitas vezes só acabamos percebendo os sinais quando já estamos em uma situação crítica, tornando a situação impossível de ser ignorada. 
.
Quando resolvemos colocar embaixo de uma goteira um balde que já está cheio, sabemos que é questão de tempo até ele transbordar. O mesmo acontece quando resolvemos ignorar nossas necessidades.  Deixar para  depois ou viver fugindo passa a não ser mais uma alternativa.

Porém, será que é preciso esperar a situação  chegar a tal ponto para pedir ajuda? É possível construir outras formas de se cuidar que não seja "apagar incêndio"? O autocuidado nos ajuda em momento de crise e emrgenciais, mas ele precisa ser acima de tudo uma construção. É uma construção diária de relação com nosso corpo e nossa mente. Embora eles não estejam separados, pois o que acontece com um irá afetar o outro, é necessário percebê-los em sua necessidades individuais e que precisam ser supridas para que nós enquanto seres inteiros consigamos caminhar. Quando nossa mente não está bem, é perceptível e esperado que  o nosso corpo comece a dar  sinais. E aquilo que antes adiávamos, começa a se tornar uma realidade: a necessidade de uma pausa.
.
Encontrar caminhos para o autocuidado em meio a realidade que a gente tem as vezes é  um desafio. Mas é  através de ações simples do dia-a-dia, de uma escuta de si, que esse cuidado pode surgir.  Ter um tempo para si no cotidiano, para poder se cuidas as vezes é o suficiente para a longo prazo não se ver em um estado de intensa sobrecarga emocional. 
E vale se perguntar "o quanto meus momentos de descanso surgem devido a minha escolha pela pausa e o quanto é  devido a uma  exaustão emocional?" Eu realmente me permito viver um momento de descando? Ou esses momentos são vivenciados com culpa?
.
Lembre-se, você é humano e não uma máquina. Ddescansar também faz parte do processo. 🌻