Erro

Pesos que carregamos

Postado por Central Psicologia em 07/12/2021 10:36


Quantas vezes sentimos um peso enorme nos ombros a ponto de criar tensão muscular e nem sequer entendemos muito bem de onde vem esta sensação tensa e pesada?

Neste artigo vamos juntos refletir sobre vários aspectos relacionados a estes pesos, de onde eles vêm, vamos entender o porquê, pois apesar de ser algo emocional, criam sintomas físicos e vamos buscar encontrar formas para identificar e aliviar estes fardos.

 

O que são estes pesos que carregamos?

São acúmulos de questões não elaboradas que geram uma sensação física de peso nos ombros, isso ocorre porque o corpo fala quando não conseguimos expressar com palavras as questões emocionais que carregamos.

Muitas vezes, os fardos que insistimos em carregar nem são nossos, mas há coisas que nos fazem sentir obrigados a carregá-los, essas coisas podem ser:

- Culpa

- Medo

- Dependência

 

A culpa como causa dos pesos que carregamos

A culpa é um elemento que afeta muitos aspectos da vida, muitas vezes ela nos impede de realizar nossos sonhos, impede de resolver nosso passado e isso com certeza gera um peso enorme.

Precisamos entender que a culpa é algo natural e importante para a humanidade, sem ela não teríamos remorso, porém quando a culpa começa a ser central, ela se torna algo muito pesado.

Um exemplo da culpa como um fator que nos obriga a carregar fardos é quando nos sentimos obrigados a lidar com problemas de outras pessoas, muitas vezes familiares, a culpa nos “obriga” a atender as necessidades das pessoas e isso gera um gasto de energia psíquica enorme e, consequentemente, um peso.

 

O medo como causa dos pesos que carregamos

Assim como a culpa, o medo não é sempre algo negativo, é preciso sentir medo para regularmos as situações de risco e para enfrentarmos os desafios da vida. O problema é quando o medo paralisa a pessoa em situações em que ele é desnecessário.

Agora, imagine uma pessoa que tem vários sonhos e objetivos, porém não os consegue realizar porque sente muito medo. Como você imagina que essa pessoa poderá se sentir? Com certeza poderá desenvolver um sentimento de frustração, incapacidade, fraqueza e isso acaba gerando uma sensação de peso enorme.

 

A dependência como causa dos pesos que carregamos

Quando falamos de dependência podemos abrangê-la tanto em relação às dependências químicas, como às dependências emocionais. Ambas são capazes de gerar um grande peso.

As dependências químicas, ou seja, os vícios em substâncias psicoativas como álcool, drogas, tabaco, são fontes de fardos que carregamos e fazemos as pessoas à nossa volta carregar, porque familiares e amigos acabam tendo que lidar com os efeitos da dependência no convívio.

Já as dependências emocionais são ainda mais frequentes, sentir-se dependente emocionalmente ou financeiramente de alguém (seja a mãe, pai, cônjuge) é algo que aprisiona a pessoa, impede a liberdade e isso gera um peso muito difícil de ser dissolvido.

 

De onde surgem os pesos que carregamos?

Até aqui compreendemos os fatores que nos fazem sentir obrigados a carregar os pesos, porém de onde vêm a culpa, o medo, a dependência? De onde vêm estes fardos?

Os traumas que trazemos da nossa infância influenciam muito na forma como lidamos com estas questões na vida adulta. Por isso, os pesos que carregamos têm origem na estruturação da personalidade, isto é, na infância.

A causa do sentimento pesado nos ombros é subjetiva, isso quer dizer que cada pessoa apresenta causas diferentes de acordo com sua história de vida. Mas há algumas questões que podem ajudar a identificar:

  1. Quando foi a primeira vez que senti que carregava um fardo?
  2. Qual sentimento vem acompanhado?
  3. Com quais fatos passados e atuais eu relaciono os pesos que carrego?
  4. O que tenho de ganho secundário ao aceitar carregar este fardo?

A partir de questões como estas, é possível refletir a origem e decidir como lidar daqui para frente. Lembre-se: quando você muda, tudo muda ao seu redor!