Erro

Gabriel Pereira de Abreu Nunes - 09/09/21 12:03

Pesos que carregamos

Neste artigo abordarei um pouco sobre o manejo a forma como carregamos o peso em nossas vidas, alguns somos nós que atraimos outros lançam sobre nós. Temos que rever as vezes se não estamos levando além do que conseguimos o que percebemos que almejamos, a ilustração, mostra o exemplo do navio e como as vezes ao se âncoras em locais ou situações até pessoas, as vezes nos prendendo aonde não nos ajuda e para largar fica mais difícil. Cada situação nós devemos  avaliar e...

Gabriel Pereira de Abreu Nunes - 09/09/21 11:17

Pesos que carregamos

Neste artigo abordarei um pouco sobre o manejo a forma como carregamos o peso em nossas vidas, alguns somos nós que atraimos outros lançam sobre nós. Temos que rever as vezes se não estamos levando além do que conseguimos o que percebemos que almejamos, a ilustração, mostra o exemplo do navio e como as vezes ao se âncoras em locais ou situações até pessoas, as vezes nos prendendo aonde não nos ajuda e para largar fica mais difícil. Cada situação nós devemos  avaliar e...

Shelley Christina Gois de Oliveira - 29/08/21 20:34

Como é maravilhosa a possibilidade de controlar a ansiedade (e não ela nos controlar)

Sempre que ensino uma técnica para um paciente lidar com a ansiedade, ou consigo isso por meio da elaboração proporcionada pelas palavras embasadas pela ciência psicológica e consigo ver uma reação penso comigo: - Puxa, como eu queria que alguém lá na minha infância aparecesse e me passasse as mesmas dicas! Infelizmente, antigamente o acesso a psicologia não era tão facilitado, acessível, valorizado e divulgado, mas temos ainda muito caminho a trilhar. A ansiedade deve...

Francisco Tiago Castelo Leitão da Silva - 18/08/21 09:44

Um compromisso consigo

Fala-se comumente que uma terapia é um processo "mágico", "encantador" ou coisa de natureza extraordinária. Como se o paciente precisasse apenas estar presente e pagar pelas sessões, e que o resto fica por conta do terapeuta, que com sua varinha, fará a "mágica" acontecer. Engana-se quem assim pensa. E é fundamental, para que não haja enganações, entender que um processo de análise ou de terapia não é "mágico", num sentido de que, por si só, irá resolver as questões que...

Francisco Tiago Castelo Leitão da Silva - 07/08/21 13:10

O sujeito ressentido

O personagem ressentido é muito comum. Ele aparece frequentemente nos filmes, novelas e livros. Ocupam geralmente o lugar do mocinho, que é moral, justo, resiliente e que tem por seu oposto o vilão, imoral, injusto e aproveitador. Na vida real, embora os sujeitos fantasiem para si suas posições diante do Outro, construindo a cena que ilustra a sua realidade, as dinâmicas são mais complexas. Mas o sujeito ressentido é alguém que se enxerga como um vitimado pelas circunstâncias ou,...