Erro

A Ansiedade de Alice Josefina...

Postado por Nathália Brito Silva em 24/04/2020 13:49:24


A história de Alice sobre Ansiedade, será que isso acontece com você?

Vou te contar a história da Alice Josefina*, ultimamente ela tem vivido um período de grande “aperreio” devido às sensações desagradáveis que sente. É um coração acelerado que “só falta sair pela boca”, uma falta de ar que dá a impressão de que “hoje vou ter um treco porque não consigo respirar”, uma tontura onde ela pensa “vou desmaiar”, junto a isso Alice Josefina tem deixado de sair de casa, deixou de ir a festas porque pensa que se for pode passar mal e “ter uma crise”, tem sentido dificuldades de se concentrar nos afazeres do dia a dia.

Nossa personagem sofre de ansiedade faz algum tempo e não sabe o que fazer, os amigos mais próximos dizem, “Alice, o Eustáquio tá tomando uns remédios que o Etelvino da padaria indicou, toma também que resolve.”, ela disse.  Não resolveu, Alice Josefina acorda de madrugada sem conseguir dormir... São sintomas chatos, bem chatos...

O que fazer?

Eu costumo dizer que uma das melhores estratégias que podemos utilizar é o conhecimento, como podemos lidar com aquilo que nem sabemos que existe ou se sabemos não compreendemos bem?

O objetivo da terapia é entender o que é ansiedade, buscar identificar as causas da ansiedade, e de qualquer  transtorno em questão, para então procurar os meios de solucionar o que for possível. Não é uma receita de bolo, nem uma poção mágica, é um processo que às vezes pode durar um tempo, mas é eficaz! E na busca por um tratamento o importante é ser eficaz e trazer resultados práticos.

Voltando a história de Alice Josefina, uma outra amiga lhe disse que procurar ajuda especializada poderia lhe auxiliar, então Alice foi consultar um psicólogo, conseguiu identificar as crenças e pensamentos que lhe faziam se sentir ansiosa e ter crises de ansiedade. Algum tempo depois as crises de Alice foram ficando mais fracas, pois agora ela conhecia o que tinha por trás da ansiedade e já sabia o que fazer quando esta aparecia, e aos poucos Alice voltou a fazer as atividades que deixou de fazer, voltou a ter qualidade de vida e os pensamentos que tinha, perderam a força, pois Alice Josefina percebeu que muitos dos pensamentos que temos quando nos sentimos ansiosos são nossos medos falando alto, e medos são apenas medos, só isso.

 

E se você conhecer alguém que passa por isso no dia a dia, compartilhe, demonstre o quanto você se importa!

Clique aqui para falar comigo. Ou clique aqui para agendar um atendimento! 
Grata por sua companhia até aqui! 

Seguir para o texto: Cuidados em saúde mental

*Nomes e histórias aqui citados são meramente ilustrativos.